BLOGS DO PORTAL TERRAS POTIGUARES

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

OSCAR LEITE DE OLIVEIRA

OSCAR LEITE , natural de Alexandria, nascido a 30 de janeiro de 1909, filho de João Alves de Oliveira e de Maria Leite de Oliveira. Casou-se em primeiras núpcias com Zulmira Veras de Oliveira, nascida em 30 de outubro de 1918 e falecia em 9 de fevereiro de 1939. Ficando viúvo, casou-se e segundas núpcias com Maria de Paiva Cavalcante e tiveram dois filhos: Raimundo Veras de Oliveira e Salete Veras de Oliveira, além de ter adotado Benício de Paiava Cavalcante, nascido a 22 de setembro de 1950, casando com Enilda Maria de Araújo Paiva, nascida em campina Grande-PB, filha de Adalton André de Araújo e Elisa Barbosa de Araújo, cujo matrimônio se deu em 24 de dezembro de 1970 e exerceu o mandato de vereador no período de 1977/83. Oscar eleito foi vereador em 1948 e em 6 de julho de 1952 assumiu a presidência da Câmara Municipal de Alexandria. No mesmo foi candidato a prefeito de sua terra Atal, pela legenda do PSD-Partido Social democrático, tendo como companheiro de chapa p senhor João Vieira Diniz, do PST-Partido Social Trabalhista, ambos foram derrotados pelos seus concorrentes, Dr. Antonio Fernandes Mousinho e Areamiro Gomes de Oliveira, em pleito eleitoral realizado no dia 7 de dezembro de 1952.
Oscar Leite faleceu no dia 8 de agosto de 2001, com 92 anos e seis meses

WALDEMAR DE SOUZA VERAS

WALDEMAR  VERAS, natural de Alexandria-RN, nascido a 21 de janeiro de 1921, filho do coronel Manoel Emídio de Souza e de Maria Veras Diniz. Terceiro herdeiro da prole Emidio/Maria Veras, veio ao mundo e no seu signo trazia um somatório de qualidade que logo foram despontando em condições de propiciar o surgimento de mais um alexandriense de caráter, que be, soube honrar com dignidade toda uma vida fecunda de realizações em quaisquer dos setores de atividades a que se propunha o jovem barrigudense. Assim é que, tão logo despontavam nele os primeiros sinais de puberdade. Ele já destacava como um adolescente que chegava aquela fase, sem que, por ele, tivesse passado o período inesquecível da meninice. Tanto isso é verdade, que o próprio Waldemar, quando em conversa costumava dizer que “nunca tinha sido menino”.
Assimulando com perfeição as qualidades positivas do seu genitor, Waldemar enveredou logo cedo pelos caminhos do comércio, tornando-se exímio comerciante, com atividades em toda a região, centralizando, contudo, em sua terra natal, o potencial de sua capacidade

ALÍPIO LOBO DA COSTA

ALÍPIO LOBO , natural de Alexandria, nascido a 18 de janeiro de 1918, filho de Pedro Lobo da Costa e de Joana Rodrigues de Oliveira. Casado com Elisa Patrício de Figueiredo e pai do Dr. Gilberto de Figueiredo Lobo. Exerceu o mandato de vereador no município de Alexandria em dois mandatos. Faleceu no dia 19 de maio de 2000, em João Pessoa-PB

ANTÃO JOSÉ DE OLIVEIRA

natural de Alexandria-RN, nascido na povoação da Mata, município de Tenente Ananias, a 6 de janeiro de 1883, filho de Benjamim de Oliveira e Francisca Joana. Casou-se no ano de 1933, aos 50 anos de idade, com Joana Francisca de Jesus, natural de Alexandria, nascida a 12 de outubro de 1912, filha de Gabriel Ferreira de Oliveira e de Francisca Gabriel de Oliveira. Pai de 11 filhos: Antonia Joana de Oliveira, Jonas Antão de Oliveira, Daniel Antão de Oliveira, Joel Antão de Oliveira, Osias Antão de Oliveira, Abdias Antão de Oliveira, Lídia Jonas de Oliveira, Lordes Jonas de Oliveira, Eunice Jonas de Oliveira e Maria Joana de Oliveira.
Antão José foi integrante como um dos vereadores eleitos na primeira legislatura alexandriense no ano de 1967; como também foi o primeiro presbiteriano da cidade de Alexandria no ano de 1940. Antão José faleceu em Alexandria no dia 17 de janeiro de 1969, aos 86 anos de idade

LETÍCIO CAVALCANTE DE OLIVEIRA

LETÍCIO CAVALCANTE , natural de Alexandria-RN, nascido a 28 de fevereiro de 1919, filho de José Patrício de Figueiredo Filho e de Joaquina Cavalcante de Queiroz, casou-se em 5 de janeiro de 1945, com Maria do Socorro Pedrosa Figueiredo, natural de Mossoró, nascida a 15 de setembro de 1928, filha de Eriberto Napoleão Pedrosa e de Isaura Dantas Pedrosa. Foi vice-prefeito em sua terra natal. Letício, irmão do deputado estadual ZUCA PATRÍCIO faleceu no dia 24 de novembro de 1995

DR. EXPEDITO FERREIRA DE SOUZA

DR. EXPEDITO FERREIRA DE SOUZA, nascido em 24 de fevereiro de 1950, em Alexandria, sendo filho de Pedro Ferreira de Souza e de Alzenita Ferreira da Costa, r graduou-se em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) em 1979. Foi aprovado em concurso público para o cargo de juiz de Direito do Poder Judiciário do Estado no ano seguinte. Começou sua vida profissional na minha querida e amada Polícia Militar do Rio Grande do Norte, no ano de 1971, na condição de aluno-a-oficial, posteriormente foi promovido a aspirante-a-ocial, 2º tenente e 1º tendo tenente, deixando a carreira militar para ingressar na magistratura potiguar. Como oficial da PM-RN exerceu a função de delegado de polícia em vários municípios potiguares entre 1974 e 1980. Depois disso, foram quase três décadas dedicadas à magistratura. Eleito para a presidência do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) em 19 de agosto de 2008, o novo dirigente da Corte Eleitoral desempenhou suas atribuições judiciárias nas comarcas de Upanema (1980-1983), Martins (1983-1984) e Pau dos Ferros (1984-1987). Em 2 de junho de 1987, começou a atuar como juiz de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Mossoró - 3ª Entrância, na qual permaneceu até 27 de junho de 1991, quando assumiu a 1ª Vara Criminal daquele município. Desde 16 de setembro de 2004 é desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte (TJRN), onde é componente da 1ª Câmara Cível

MANUEL VALENTIM DE OLIVEIRA

MANUEL VALENTIM , natural de Alexandria, nascido a 17 de fevereiro de 1891, membro de uma tradicional família alexandriense, era fazendeiro que residia no então sítio Boa Vista, atual bairro de Alexandria. Era casado com dona Quina e pai de quatro filhos: JOSÉ RODRIGUES, SILVÉRIO, DELIA e ADELIA, que deram continuidade a família. Na época, o lugar onde estava encravada a fazenda de Manuel Valentim era denominado de PAU BRANCO, pois existiam muitas dessa quase extinta árvore nordestina, hoje, Bairro Alto da Boa Vista. Em 1975 o prefeito Waldemar Veras construiu no lugar uma escola em homenagem ao velho morador e fazendeiro, denominando-a de ESCOLA MUNICIPAL MANOEL VALENTIM DE OLIVEIRA, na Avenida 13 de Maio, s/nº, Bairro Alto da Boa Vista. A primeira diretora desse estabelecimento de ensino foi a professora Morgânia Maria de Paiva e a vice-diretora foi Edileuza Rodrigues

Quem sou eu

Minha foto
CONHEÇO O MUNICÍPIO DE ALEXANDRIA IGUALZINHO AS PALMAS DE MINHAS MÃOS, TENDO EM VISTA QUE RESIDI NESSA URBE POR UM PERÍODO DE 4 ANOS, ALÉM DE TER PESQUISADO A HISTÓRIA DA COMUNIDADE, A QUAL PRETENDO DESTACAR NESTE ENDEREÇO VIRTUAL